DIÁRIO DE UMA CRIADA

Este é o diário da criada Elisa, que trabalhou para Anastácio Gonçalves. Foi escrito no ano da morte dele, em 1965. De 1 de Janeiro a 31 de Dezembro, sem esquecer nenhum dia, o seu diário nomeia apenas listas de compras com o valor em escudos.

[Excerpt]

Casa Museu – Anastácio Gonçalves

Exibition :
NOLI ME TANGERE